1. FAQ Parceiros
  2. Sobre a conta internacional

Como funciona o Imposto de Renda para a conta internacional?


Para fins de declaração do Imposto de Renda, a conta internacional deve ser tratada como qualquer outra conta domiciliada no exterior. Você deverá declarar, à Receita Federal, seus bens e investimentos no exterior na ficha de Bens e Direitos – Depósito Bancário em conta corrente no exterior, informando o país em que se encontra o valor, colocando todos os dados bancários (Banco; agência e conta), conforme nosso informe de rendimentos, disponibilizado dentro do prazo estipulado pela Receita Federal.


Cabe lembrar que, de acordo com o BACEN (Banco Central do Brasil), todas as pessoas físicas ou jurídicas que tenham investimentos no exterior em valor igual ou superior a USD 100.000,00 (cem mil dólares), em 31 de dezembro de cada ano-base, além da necessidade de informar à Receita Federal sobre esse valor no exterior, deverão fazer uma declaração diretamente ao Banco Central do Brasil, por meio do preenchimento da guia CBE (Capitais Brasileiros no Exterior) Anual. Veja mais informações diretamente no site do BACEN.

Caso você utilize a conta internacional para recebimentos, recomendamos que consulte a legislação quanto a necessidade de informe à Receita Federal por meio do Carnê-Leão, de acordo com a tabela progressiva. Mais informações no site da Receita Federal e na Instrução Normativa 1.756/17 .

Nas operações de envio de transferências em moeda estrangeira, não há incidência do Imposto de Renda.

Recomendamos sempre, que verifique a legislação atualizada e vigente sobre o tema, e que contate um contador profissional para maiores informações.